Página Inicial > Programação > Paradigmas de Programação

Paradigmas de Programação

Quando começamos a estudar programação, nos vem milhares de expressões, tipo: programação estruturada, orientada a objetos, programação funcional, modular, e por aí vai… Confesso que fiquei meio perdido com tanta informação. Então, irei escrever esse post para aqueles que estão começando a programar ou aqueles que já programam, mas não sabem muito bem o significado das expressões acima mencionadas.

Se você já estudou programação, certamente já ouviu falar sobre algum paradigma de programação, mas o que seriam exatamente esses paradigmas? Primeiramente temos que saber o que significa a palavra paradigma. De acordo com a Wikipedia, paradigma é a representação de um modelo a ser seguido, ou seja, um paradigma de programação seria um estilo de programar.

“Um paradigma de programação fornece e determina a visão que o programador possui sobre a estruturação e execução do programa. (…) Assim como diferentes grupos em engenharia de software propõem diferentes metodologias, diferentes linguagens de programação propõem diferentes paradigmas de programação.” (WIKIPEDIA)

Os principais paradigmas de programação são:

Programação Estruturada

O princípio básico desta programação é que o programa é composto por uma sequência de blocos de código que se interligam por meio de três estruturas: sequência, decisão e iteração.

Este paradigma foi dominante antes da orientação a objetos, mas ainda hoje é muito influente. Comumente, é o primeiro paradigma ensinado nos cursos de programação.

Programação Orientada a Objetos

Este paradigma tenta abstrair conceitos do mundo real por meio de estruturas como classes, métodos, atributos e objetos. Para entender melhor estes conceitos, vejamos um exemplo a seguir:

Uma classe é um conjunto de objetos. Logo, automóvel é uma classe. Dentro de automóvel, estão contidos vários objetos, como caminhão, ônibus, carro, etc.. Cada um destes objetos da classe automóvel têm atributos, como cor e marca, por exemplo. Além disso, eles fazem ações que, no caso, chamamos de métodos, como exemplo, buzinar, acelerar, frear, etc.

Programação Lógica

Este paradigma é muito utilizado no contexto da inteligência artificial. O sentido da programação lógica é trazer o estilo da lógica matemática à programação de computadores. “Os sistemas de programação lógica automatizam os processos de construir uma demonstração, ou seja, o programa básico forma conclusões imediatas a partir de uma lista de premissas. Essas conclusões serão tanto sentenças declarativas quanto imperativas. Quando uma sentença imperativa é deduzida, o programa toma uma ação correspondente.” (WIKIPEDIA)

Programação Funcional

A programação funcional baseia-se no conceito de função. “Uma função, neste sentido, pode ter ou não ter parâmetros e um simples valor de retorno. Os parâmetros são os valores de entrada da função, e o valor de retorno é o resultado da função. A definição de uma função descreve como a função será avaliada em termos de outras funções. Por exemplo, a função f(x) = x2 + 2 é definida em termos de funções de exponenciação e adição. Do mesmo modo, a linguagem deve oferecer funções básicas que não requerem definições adicionais.” (WIKIPEDIA)

Programação Orientada a Eventos

Este paradigma tem grande aplicação no desenvolvimento de programas com interface gráfica. Ele serve para o tratamento de eventos na interface gráfica, como o clicar de um botão, marcar uma opção, etc.

Como vimos, os paradigmas de programação são técnicas usadas no processo de criação de um programa e não exatamente linguagens de programação, em si. Determinadas linguagens funcionam somente em um tipo de paradigma, porém, há linguagens multiparadigma, ou seja, funcionam em vários tipos de paradigmas, como é o caso do Python, que é orientado a objetos, mas aceita o paradigma funcional.

Para mais informações sobre paradigmas de programação, clique aqui.

Acesse o novo endereço do Olá Mundo!: http://ola-mundo.com

About these ads
  1. conceição
    23 de abril de 2010 às 09:25

    valeu!!!Vai ser de grande ajuda!!!!Dessa vez eu pago essa cadeirakkk!!!!!!

  2. Sy
    23 de abril de 2010 às 14:06

    kkkkkkkkkkkkkk esse gif me fez lembrar um certo personagem em quadrinhos que quer aprender a criar gif’s e animações em flash para serem exibidos em apresentações nos seminários… kkkkkkkk… quando ele não consegue, dá nisso ai… kkkkkkkkkkkkkkkk³³
    Show!

  3. Thaysinha
    29 de junho de 2011 às 13:55

    De grande Valia!!!!!!!!
    Como faço pra salvar o gif animado?

    • 29 de junho de 2011 às 14:02

      É só clicar com o botão direito em cima da imagem e escolher a opção “Salvar imagem como…”

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: